Orlandobarrozo.blog.br

Tecnologia para tudo (e para todos)

OLED se renova para encontrar seu mercado

22 de julho de 2021

É fato que a tecnologia OLED sempre enfrentou dificuldades para se impor no mercado como alternativa ao LCD. Mesmo sendo tecnicamente superior, o que é reconhecido pela maioria dos especialistas, continua com um percentual ínfimo das vendas mundiais, repetindo o que aconteceu com o plasma até 2014. A diferença é que, naquela época, os fabricantes de plasma – especialmente Panasonic e Pioneer – não souberam apresentar ao consumidor variações que tornassem os aparelhos mais atraentes, assim como não conseguiram reduzir os custos de produção.

Desta vez, parece que será diferente. A LG, que lidera o desenvolvimento da tecnologia de leds orgânicos, acaba de lançar uma nova geração de aparelhos (OLED Evo) que, pelas primeiras análises em sites especializados, será difícil de superar. Ao mesmo tempo, recentes desenvolvimentos da ciência indicam que essa tecnologia tem enorme potencial de aprimoramento – enquanto o LCD parece não ter muito o que evoluir.

Ainda não testamos as novas TVs OLED Evo (foto), mas uma breve explicação sobre o que foi melhorado em relação aos modelos atuais já sinaliza o que teremos pela frente. Como se sabe, a luminosidade (brilho) é até agora o único parâmetro em que os displays orgânicos deixam a desejar na comparação com LCD. Isso se deve à própria característica do material orgânico, muito mais sensível. Quando a carga elétrica é muito alta, para aumentar a quantidade de luz emitida pelos pixels, estes se aquecem; com o uso contínuo, tendem a se desgastar mais rapidamente, degradando a qualidade da imagem.

Para evitar isso, todo display OLED conta com uma espécie de “trava”, que bloqueia a luminosidade em certo nível. A solução encontrada pela LG é aplicar sobre os leds uma camada extra de material orgânico que regula o calor excessivo. Com isso, as novas TVs atingem luminosidade 20% mais alta, o que já faz uma boa diferença nas cenas com imagens muito claras (ou, pelo menos, é o que vamos verificar durante os testes).

É importante lembrar uma mudança de comportamento dos consumidores nos últimos anos. Mais pessoas estão utilizando a TV durante o dia, tendência que se acentuou ainda mais com as quarentenas. Com maior flexibilidade nos horários graças ao home office e com a popularização do streaming, torna-se imprescindível que as TVs exibam imagens mais brilhantes. E qualquer lojista pode confirmar: diante de duas TVs, uma com mais brilho e outra com menos, a maioria dos consumidores preferirá a primeira.

Não por acaso, pesquisadores da Universidade de Michigan, nos EUA, divulgaram semanas atrás um estudo sobre um novo tipo de eletrodo, feito de prata, que aumenta em 20% a emissão de luz dos leds orgânicos sem exigir maior carga elétrica (para os interessados, o estudo está descrito neste blog). Pode ser um caminho para a tecnologia OLED, finalmente, ampliar seu market-share no mercado mundial.

5 Replies to “OLED se renova para encontrar seu mercado”

  1. Fernando disse:

    “Mesmo sendo tecnicamente superior”
    Não vejo como esta frase pode ser aplicada enquanto o OLED sofrer de burn in e perda de qualidade ao longo do tempo. Ao que parece os novos painéis EVO da LG não resolvem estes problemas.
    Uso minha LG LED LCD a 10 anos, não vejo degradação significativa na imagem, mesmo o aparelho sendo usado quase o dia todo ligado no PC da sala (muitos jogos, streaming e navegação na web). Dá pra esperar desempenho similar de uma OLED hoje?
    Já passou da hora de trocar por um aparelho novo, mas estou de olho nas mini LEDs e penso que a LG pode se dar mal por artificialmente forçar o OLED aos consumidores. Mais um ano em que não oferecem opção intermediária em 55 polegadas nas TVs LED. O consumidor tem a opção das TVs básicas ou precisa saltar para um modelo 65 polegadas, muito mais caro. Fizeram o mesmo ano passado com o local dimming.
    Samsung e TCL agradecem.

  2. José Claudio de Moura Velho disse:

    Por que será que a Samsung não lança TV´s OLED, já que ela é líder em tecnologias de displays? Por um motivo muito simples: ela considera a tecnologia OLED, prematura ainda.

  3. José Lima leão disse:

    Não vejo muita diferença entre TV Full HD e 4 k e a oled tem diferença?

  4. JOSÉ CARLOS MARIANELLI disse:

    Olá amigo José Claudio de Moura Velho .

    Eu tenho uma informação quanto ao seu questionamento acima do porque a Samsung não lançar TV ou TVs Oled ? ?
    Em minhas leituras pois adoro tecnologia ,eu tive o conhecimento em que a Samsung está também aderindo a tecnologia Oled até que em fim e trata-se do TV com painel QD-OlED e isto para 2022 e este novo investimento da Samsung deverá ser apresentado na Feira da CES de 2022 e que provavelmente voltará a ter a presença do público já que este ano devido a pandemia não tivemos .
    Segundo a fonte, a Samsung estaria planejando o lançamento de dois modelos, de 55″ e 65″, para o primeiro semestre de 2022, com a adição de uma terceira variante de 70″ nos meses seguintes.
    Supostamente, a tecnologia conseguirá oferecer todas as vantagens dos painéis OLED, porém com cores mais vivas e claras graças ao uso de Pontos Quânticos — ou Quantum Dots, no termo original em inglês.
    Assim, a novidade se torna especialmente interessante para os fãs da Samsung, já que a empresa ainda não possui um modelo para competir com os painéis OLED da concorrência, que são os televisores Oled da marca LG .
    Apesar de não possuir uma data específica para o suposto lançamento, a fonte especula que a nova linha de TVs QD-OLED da Samsung será oficialmente apresentada ao público na próxima CES, que ocorrerá em janeiro de 2022. Se o anúncio for confirmado, os novos modelos não deverão demorar para chegar ao mercado.
    Uma boa noticia , José Claudio .
    Bem como eu sou fã da marca Panasonic e sempre admirei seus televisores onde tenho comigo até hoje o último TV Plasma 65″ fabricado pela Empresa no Japão ,fico eu triste por observar que a Panasonic não confia mais no mercado Brasileiro e por isto não tráz para o Brasil seus televisores top como o TV Oled 4k lançado neste ano de 2021 ,o TV Oled 4k 65″ JZ2000 . A Panasonic conquistou muitos pela qualidade de imagem de seus plasmas que brigava com os plasmas da Paionner na época e se a Panasonic trazer para o Brasil o OLED JZ2000 , eu comprarei com certeza !!
    Abração amigo .

  5. Orlando Barrozo disse:

    Obrigado, José Claudio. Apenas complementando, essa informação sobre o novo lançamento da Samsung nós demos aqui em março último: https://orlandobarrozo.blog.br/2021/03/28/21110/. Abs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *