Ao mestre Parker, com carinho

30 de agosto de 2020
Foi excelente o show dos músicos amazonenses na noite deste sábado homenageando o centenário de Charlie Parker. Um septeto plenamente integrado e à vontade, no palco do histórico Teatro Amazonas, em Manaus. Cenário de luxo como a data merecia. Interessantes os arranjos do maestro e saxofonista Enio Prieto, admirador confesso de Parker e autor da ideia dessa live. Além do sax-alto de seu ídolo, ele também tocou flauta e comandou a turma:
Alex Diego, trompete
Alexandre Oliveira, trombone
Julio Feitosa, piano
Regis Gontijo, guitarra
Servio Tulio, contrabaixo
Iuri Lima, bateria
O repertório foi quase todo de composições de Parker, com exceção de “Lover Man”, clássico consagrado por Billie Holiday, de quem o músico americano era fã. Sem dúvida, são músicos excelentes que provaram nessa live como o Brasil é rico em instrumentistas. Em certos momentos do show, fechando os olhos quase dava para ver Parker, Dizzy e seus colegas em cena. A música de Charlie Parker está viva, graças a artistas como esses amazonenses. 
Para ver o show gravado, este é o link.

Deixe uma resposta