Orlandobarrozo.blog.br

Tecnologia para tudo (e para todos)

E-commerce: quem entrega mais rápido?

9 de agosto de 2021

Na semana passada, a Amazon anunciou um plano ousado: entrega gratuita no mesmo dia! Considerando as dificuldades logísticas de um país desorganizado como o Brasil, trata-se de um desafio e tanto. Na verdade, outras redes varejistas – Magalu, Americanas, B2W – já vêm ensaiando essa prática desde o início do ano. A competição entre esses grupos vai ficando cada vez mais acirrada, e a rapidez nas entregas é ponto-chave na disputa.

Reportagem de O Globo neste fim de semana detalha as estratégias das redes, mostrando como a pandemia afetou esse mercado. Milhões de brasileiros, sem poder sair de casa, passaram a fazer todas as suas compras online, levando às alturas o faturamento das redes, como mostramos aqui. Estas tiveram que investir às pressas para não perderem seus clientes habituais e atender os novos. E, como sempre, a tecnologia está desempenhando papel fundamental nessa corrida.

A Magalu é, aparentemente, a mais agressiva na estratégia de encurtar os prazos de entrega, que segundo a reportagem podem chegar a incríveis 60 minutos. No final de julho, a rede comprou uma startup chamada Sode, especialista em entregas ultra-rápidas. “Falamos em inteligência artificial e machine learning (aprendizagem de máquina) para ter a quantidade certa dos produtos certos nas lojas e centros de distribuição”, comenta Luís Fernando Kfouri, diretor de Logística da Magalu. Segundo ele, a taxa de conversão das vendas subiu para 62% quando o prazo caiu de quatro para uma hora.

Para chegar a isso, é essencial investir em tecnologias de controle dos estoques, integração entre as lojas físicas e os varejistas que fazem parte do market place. E dá-lhe software de gestão e rastreamento, além de treinamento apurado das equipes e parcerias com aplicativos de entrega. Esta outra reportagem, da CNN Brasil, relata como cada rede está se adaptando.

É, literalmente, uma corrida contra o tempo, que sempre pode descambar em exageros. Não por acaso, o Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) mandou tirar do ar anúncios em que três redes – Magalu, Americanas e Mercado Livre – anunciavam ter “a entrega mais rápida do Brasil“.

2 Replies to “E-commerce: quem entrega mais rápido?”

  1. Cyberbattery disse:

    A velocidade de entrega não é problema para quem mora em Capitais e Região Metropolitana, principalmente no estado de São Paulo, porém algo que não falam, mas é importante, e não se tem notícia a respeito, é: Como eles estão preparados para o RMA? Devolução por defeitos, Trocas e Cancelamento? É inadminissível comprar e ter o valor cobrado de imediato, mas a devolução aguardar 2 faturas do cartão de crédito quando o processo for concluído? E Esse processo de devolver o produto, eles receberem, processar, etc… pode demomorar entre 10~15 dias, mais os 60 dias do cartão de crédito, enfim… ninguém fala disso, só que passou sabe como é a dor de cabeça, principalmente se for um produto de valor elevado onde trava o limite do cartão de crédito. Entregar detro do prazo estupilado por eles mesmo é uma OBRIGAÇÃO, não um benefício.

  2. Orlando Barrozo disse:

    Olá, como é o seu nome mesmo? Não costumamos publicar mensagens sem identificação, mas de qualquer forma aqui vai o link para um dos muitos posts que já publicamos sobre essa questão do varejo: https://orlandobarrozo.blog.br/2020/08/31/e-commerce-so-cresce-e-as-armadilhas-tambem/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *